Tudo Sobre Diabetes – Riscos, Complicações, Tratamento e Prevenção

Riscos de diabetes

riscos da diabetes tipo 1 e 2

Se o seu nível de açúcar no sangue permanece alta por muitos anos e não é normalizada, uma série de complicações perigosas podem surgir:

Doenças oculares (retinopatia)

Um circulatório distúrbios da retina, o que pode ser detectado em até 95% dos diabéticos Tipo 1 e 80% do Tipo 2 diabéticos que sofrem de diabetes durante 15 a 20 anos. Isso leva a uma perda da acuidade visual. O risco de ficar cego é 5,2 vezes maior nos diabéticos do que para os não-diabéticos.

Doença renal (nefropatia)

De 20 a 30% de todos os diabéticos desenvolver uma doença renal. O perigo de insuficiência renal funcional (deficiência do rim) é de cerca de 12,7 vezes maior para diabéticos homens do que para os não-diabéticos.

Doença Cardiovascular

Um diabéticos com pressão arterial elevada foi de aproximadamente quatro vezes o risco aumentado de doença cardiovascular em comparação com os não diabéticos, sem a pressão de sangue elevada. O risco de um ataque cardíaco aumenta de 3,7 vezes maior em diabéticos homens e 5,9 vezes em mulheres.

Se o diagnóstico é feito depois que o paciente é de 30 anos, o risco de morte cardiovascular é 2,3 vezes maior do que para um não-diabético. Quando a diabetes é diagnosticada em pacientes que têm menos de 30 anos de idade, o risco de um erro fatal do sistema circulatório do evento é de 9,1 vezes maior.

Doenças dos nervos (neuropatia)

Cerca de 30% dos diabéticos sofrem de lesão do nervo. Isso envolve tanto os nervos envolvidos no movimento muscular e sensação e aqueles dos órgãos internos. 10 a 15% dos diabéticos sofrem acentuada dor, em maior ou menor grau. O que também pode causar disfunção erétil nos pacientes diabéticos.

Acidente vascular cerebral

O risco de um acidente vascular cerebral é em torno de 2 a 4 vezes maior nos diabéticos do que para os não-diabéticos.

Pé diabético

A incidência de úlceras por diabéticos com menos de 50 anos de idade é de 1,7% para 3,3%, e de 5 a 10% para aqueles com mais de 50 anos de idade. Em média, amputações tem que ser realizado em 3 casos por 1000 diabéticos.

A periodontite

A periodontite é uma condição na qual as gengivas de vazante e dentes e maxilares se soltar. Esta doença ocorre, em média, três vezes mais freqüentemente em Tipo 1 e Tipo 2 diabéticos do que em pessoas sem diabetes.

Os primeiros sinais de alerta de um deficiente metabolismo dos carboidratos, tais como incomum sede, aumento da micção, fadiga e perda de peso não deve ser ignorado. O problema é que a diabetes Tipo 2, em particular, podem existir por anos sem sintomas visíveis.

É, portanto, essencial para verificar o seu peso regularmente, envolver-se no exercício físico e do seu sangue de glicose marcada em seu local de GP cirurgia ou uma farmácia local para garantir que o diabetes é diagnosticado em um estágio inicial e tratados adequadamente.

Diabetes Tipo 1 vs. Tipo 2

O que acontece se você começar a diabetes mellitus?

Um elevado nível de açúcar no sangue (hiperglicemia) é característica do diabetes mellitus. Em não-diabéticos do próprio corpo hormônio insulina garante que o açúcar derivado de alimento (glicose) acaba nas células e é metabolizada em energia necessária para a vida.

Isso resulta em um nível de açúcar no sangue de 80 a 120 mg/dL, mas este pode subir para 140 mg/dL após uma refeição. No caso dos diabéticos, o nível de açúcar no sangue permanece em um nível elevado, como resultado de uma falta de insulina ou ineficaz a ação da insulina disponível.

Especialistas também falam de um acúmulo de açúcar no sangue, a qual é acompanhada pela falta de nutrição das células.

A consequência é que o corpo não é abastecido com energia suficiente. Os doentes sentem-se cansados e com fome. O excesso de açúcar é excretada na urina (glucosuria). Daí o nome de diabetes mellitus – mel-doce fluxo”.

O que é a diabetes tipo 1?

A diabetes tipo 1

  • Cerca de 10% de todos os diabéticos
  • Geralmente, diagnosticados antes dos 35 anos
  • Súbita manifestação aguda da doença
  • Total deficiência de insulina, devido à destruição das células beta
  • Causada por uma doença auto-imune
  • Tratamento: prestação de insulina, usando uma caneta de insulina ou bomba de insulina

A diabetes tipo 1 aparece geralmente antes da idade de 35 anos, mas adultos mais velhos podem também se desenvolver. Geralmente, o Tipo 1 diabetes começa abruptamente com um início súbito de sintomas e queixas, tais como o aumento da produção de urina, sede anormal, perda de peso inexplicada, ou cansaço.

Esta forma de diabetes é originário de um mau funcionamento do sistema imune (doenças autoimunes). As células produtoras de insulina (células beta) do pâncreas são destruídas pelo corpo da própria resposta imune. O corpo não é mais capaz de produzir a insulina que é urgentemente necessária por células. Com exceção das primeiras semanas ou meses após a manifestação (remissão fase), há uma absoluta deficiência de insulina.

A terapia envolve o tratamento com insulina, um importante hormônio terapia de substituição, que deve ser realizada durante todo o tempo de vida do paciente.

O que é diabetes tipo 2?

Diabetes tipo 2

  • Cerca de 90% de todos os casos de diabetes
  • Frequentemente diagnosticado em meados para o final da vida adulta
  • Lenta, insidiosa de desenvolvimento da doença
  • Frequentemente não é detectado
  • Inicial diminuiu a sensibilidade à insulina, mais tarde, também a produção de insulina defeituosa.
  • Causadas pelo excesso de peso, falta de atividade física, fatores genéticos
  • Tratamento: perda de peso, aumento da atividade física, medicação para baixar o açúcar no sangue, a insulina.
  • Frequentemente surge em conexão com pressão arterial elevada, distúrbios do metabolismo de gordura e excesso de peso.

O diabetes tipo 2 geralmente aparece em meados da década de idade adulta. No entanto, o excesso de peso dos adolescentes e jovens adultos estão também a desenvolver esta forma de diabetes com maior frequência. Diabetes tipo 2 é uma combinação de uma diminuição da resposta à insulina (resistência à insulina) e falhas na produção de insulina. De açúcar no sangue, portanto, é transportado em quantidade insuficiente do sangue para as células.

Diabetes tipo 2 raramente se leva a sério metabólica lapsos, mas com freqüência levar a graves secundário a doenças. Além de fatores genéticos, excesso de peso, dieta incorreta e a falta de atividade física desempenham um papel importante no aparecimento da diabetes Tipo 2.

O risco de desenvolver diabetes tipo 2 aumenta por um fator de 5 a 10 quando esses fatores estão presentes. Por exemplo, o excesso de peso pode causar as células do corpo se tornam resistentes à insulina.

O tratamento recomendado para as pessoas afetadas é, em primeiro lugar, uma mudança de dieta para perder peso e um aumento na atividade física. Na fase inicial da diabetes tipo 2 estas medidas podem ser tudo o que é necessário para alcançar uma normal nível de açúcar no sangue. No entanto, se satisfatórios níveis de açúcar no sangue não são alcançados, o tratamento com medicamentos para baixar o açúcar do sangue (oral antidiabéticos) ou a insulina é necessário.

Referências:

https://www.idf.org/

http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs312/en/

https://www.diabetesaustralia.com.au/

http://www.diabetes.org/research-and-practice/we-are-research-leaders/worlds-largest-diabetes-meeting.html

http://fatordiabetes.com/tudo-sobre/

Diabetes e Disfunção Erétil – Como Tratar e Reverter Rápido

A Diabetes é uma doença na qual a glicose no sangue, ou níveis de açúcar no sangue está muito alto no corpo. A glicose vem dos alimentos que comemos. A insulina é um hormônio que ajuda a glicose a entrar em nossas células para nos dar energia. Essa energia é o que nós utilizamos para realizar o nosso trabalho diário.

Diabetes e Disfunção Erétil

A Diabetes é uma doença no mundo que teve um rápido crescimento e é realmente uma coisa séria precisamos pensar. O número de pacientes que sofrem de diabetes está crescendo exponencialmente.

O número de pessoas com diabetes tem aumentado a partir de 108 milhões, em 1980, para 422 milhões em 2014. Diabetes em homens pode resultar em diversas doenças, das quais a disfunção erétil é uma das coisa que a gente precisa se preocupar.

Cerca de 30% para cerca de 75% de um grupo diabético pode ser efetuada a partir de disfunção erétil durante algum tempo na vida. Homens com diabetes tendem a desenvolver impotência sexual de 10 a 15 anos mais cedo do que os homens, que não é diabético.

Como os homens com diabetes idade as chances de ele ficar disfunção erétil torna-se maior. Cerca de 50 -60 % dos homens acima de 50 anos de idade são susceptíveis de sofrer com esta doença e como eles crescem as chances de se torna mais forte.

A RAZÃO PARA DISFUNÇÃO ERÉTIL EM HOMENS DIABÉTICOS:

As principais causas da disfunção erétil em homens que sofrem de diabetes são muito complexas e causar devido ao comprometimento de nervos e vasos sanguíneos. Para obter uma ereção, os homens precisam saudável nervos, vasos sanguíneos,de hormônios masculinos, e o desejo de ser sexualmente estimulado.

Diabetes danos a vasos sanguíneos e nervos que controlam a ereção. Assim, mesmo se você tem o suficiente de hormônios masculinos, e o desejo de ter relações sexuais você pode ainda não conseguir uma ereção firme porque os vasos sanguíneos e os nervos que transportam o sangue para provocar a ereção está danificado e quantidade suficiente de sangue não passa, a fim de dar uma ereção firme.

TRATAMENTO:

Homens com disfunção erétil devido a diabetes devem consultar um Médico e pode tomar medicamentos orais, como sildenafil (viagra), tadalafil (cialis), o avanafil etc. mas as pessoas diabéticas são mais propensas a ter coração para doenças relacionadas a ele não seria adequado para tomar tais medicamentos, pois pode causar interação com o coração medicamentos que podem dificuldade para o coração.

Existem vários outros medicamentos que os homens com diabetes podem optar para livrar-se da disfunção erétil, como Intra-cavernosa de injeção de terapia a Vácuo, a construção do dispositivo, próteses Penianas,obstrução Venosa dispositivo,Sexo, terapia Intra-uretral Terapia

Para estabelecer o melhor método para evitar a disfunção erétil, você deve primeiro consultar um médico, pois existem diversos fatores, como a sua saúde e a sua capacidade para suportar uma vendidos diagnóstico é avaliada. Pergunte ao seu médico se você deve consultar um especialista (urologista) para saber o melhor tratamento para sua situação.

Quão comum é a disfunção sexual em homens com diabetes?

Homens com diabetes podem experimentar uma variedade de disfunção sexual. A melhor caracterizado é a disfunção erétil. (ED) ED é 3 vezes mais comum em homens com diabetes em comparação com aqueles sem diabetes. Homens mais velhos com diabetes têm maior probabilidade de ED. Como eles se tornam mais velhos, até 85 % dos homens podem experimentar ED.

O que é o Disfunção Erétil?

A incapacidade de obter e manter uma ereção satisfatória para a atividade sexual é chamado de ED. Seu pênis pode simplesmente não conseguem ficar duro o suficiente para um sexo prazeroso.

Como é que o diabetes causa do Disfunção Erétil?

O pênis mantém a ereção com a ajuda de nervos e vasos sanguíneos, juntamente com um hormônio chamado testosterona.

O excesso de açúcar (glicose) no sangue pode danificar os nervos e vasos sanguíneos responsáveis pela ereção. O seu cérebro pode estar pronto para ter relações sexuais, mas essa informação não é repassada para o seu pénis — então, ele não responde.

Condições que muitas vezes acompanham o diabetes, tais como doenças cardiovasculares, pode restringir ou fortalecer os vasos sanguíneos. Isso pode reduzir o fluxo de sangue para o pénis, o que o torna difícil de alcançar ou manter uma ereção.

Pobre controlo do açúcar no sangue pode inibir a liberação de uma substância química conhecida como óxido nítrico. Muito pouco de óxido nítrico, que pode prejudicar o fluxo de sangue para o pênis, o que — de novo — o que faz com que seja difícil de alcançar ou manter uma ereção.

Pessoas com diabetes podem ter baixos níveis de testosterona no sangue. Isso também pode causar problemas de ereção.

Existem testes que podemos fazer para diagnosticar Disfunção Erétil?

A disfunção erétil é, principalmente, diagnosticada a partir do histórico do paciente. Como a disfunção erétil pode ser associado com doenças envolvendo qualquer um dos sistemas de órgãos do corpo, o médico vai olhar para todos os sistemas. O médico irá efetuar testes que avaliam açúcar no sangue, colesterol, funções do rim e do fígado funções. O endocrinologista, que irá verificar as medicações que o paciente está consumindo e veja se algum deles se agrava a disfunção erétil.

O médico irá mais testes para tireóide, prolactina e testosterona para entender se o ED está associada a alguns problemas hormonais. NPT (noturno de tumescência peniana), peniana sensações usando digitalização em frente e verso do pênis pode ajudar a chegar a um diagnóstico.

Como podemos tratar a disfunção erétil?

A causa da disfunção erétil tem de ser tratada. O paciente tem que controlar o açúcar no sangue, pressão arterial e colesterol. Ele tem que parar de fumar e limitar o consumo de álcool. Você tem que parar de medicamentos (e.g. alguns antihipertensivos, antidepressivos), que pioram a disfunção erétil.

O seu endocrinologista pode ajudar você com medicamentos como o Sildenafil, Tadalafil ou Vardenafil que podem ajudar a melhorar suas ereções. Estas drogas não são seguros para todos os homens, no entanto, especialmente aqueles que tomam nitratos para tratar a doença de coração ou bloqueadores alfa para tratar o alargamento da próstata ou pressão arterial elevada.

Injeções no pênis, dispositivos de vácuo e cirúrgica de prótese de são outros métodos mecânicos para tratar a disfunção erétil

Referências:

Tratamento Homeopático para Impotência ou Disfunção Erétil

impotência sexual masculina

Impotência Sexual ou Disfunção Erétil é uma condição em que há um problema em conseguir ou manter uma ereção suficiente para o intercurso sexual. A disfunção erétil ou impotência masculina torna impossível ter relações sexuais.

impotência sexual masculina

É importante notar aqui que, tendo um problema de vez em quando, não podem ser rotulados como impotência. Se o problema continua ocorrendo regularmente, ele deve ser chamado a impotência ou disfunção eréctil.

O que causa uma Ereção

Para entender a impotência ou disfunção erétil, é necessário compreender como ocorre uma ereção. Há dois esponjoso câmaras do pênis conhecidos como corpos cavernosos. Estas duas câmaras de balão como estruturas. Quando há alguns impulsos sexuais, que viaja do cérebro, os sinais do cérebro causa o sangue para encher esses dois balão como câmaras. Esta se enchendo de sangue no pênis, a faz tornar-se rígida e aumentar de tamanho.

A prevalência de Disfunção Erétil ou Impotência

A prevalência desse problema é subestimado como um monte de pessoas não procuram ajuda médica. Estima-se que 1 em cada 5 homens têm esse problema. Este é um grande número, embora muito menos é relatado por causa de vários fatores.

Além disso, a incidência do problema aumenta com a idade. A percentagem do problema aumenta três vezes a idade cresce a partir de 40 a 70. Pode haver várias razões para isso, e vamos discuti-los em breve.

O estigma associado com impotência ou disfunção eréctil leva a casos não declarados

Pode ser muito estressante para um homem ter disfunção erétil ou impotência sexual, como é muitas vezes referido. Um grande estigma social está ligada a este. A auto-imagem de um homem é muitas vezes afetado como ele acha que ele perdeu a sua masculinidade. Muitas vezes isso pode causar alguns problemas com o seu parceiro também. Ele pode e tem sido conhecido para quebra de casamentos ou relações entre casais.

A Disfunção Erétil é tratável?

Muitas vezes encontra dificuldades para expressar esse problema e buscar o tratamento atempado, acabou de sair do embaraço ou hesitação. Um equívoco comum é que a disfunção erétil ou impotência não é tratável. Isso não é verdade, muitos pacientes tem obtido excelentes resultados com o uso do cialis diário 5mg para reverter o impotência masculina.

É mais um problema tratável como qualquer outro. Este equívoco na mente de muitas pessoas e o fato de que eles hesite em se aproximar de médicos é uma razão importante pela qual este problema permanece sem tratamento.

Causas da Impotência Masculina

Há um monte de razões que pode causar impotência ou disfunção eréctil. Como mencionado anteriormente, o aumento do fluxo sanguíneo para o pênis provoca uma ereção. Portanto, qualquer coisa que impeça esse fluxo de sangue para o pênis pode causar disfunção erétil. Isto pode ser devido a alguns problemas com os vasos sanguíneos ou nervos que regulam esse fluxo de sangue para o pênis.

Alguns desses problemas são de física ou de natureza médica, enquanto outros podem estar relacionadas ao estresse ou fatores psicológicos. Em alguns casos, uma combinação de ambos os fatores físicos e psicológicos podem estar envolvidos. Isso acontece muito mais em pessoas sensíveis, que se preocupam muito mais trivial problemas. Um ligeiro problema físico pode levar a um problema temporário com a ereção e a tal indivíduo pode acabar agravando o problema, devido à preocupação excessiva.

As causas físicas da disfunção erétil ou impotência

  • Doenças do coração, Como o fluxo adequado de sangue é necessária para causar uma ereção, qualquer perturbação no coração pode causar o fluxo de sangue para ser impedido.
  • Pressão alta – também pode causar perturbações no fluxo de sangue.
  • Diabetes – Diabetes pode causar nervoso fraqueza, bem como a perturbação no fluxo de sangue.
  • Obesidade – Aumento do peso corporal também podem causar esse problema, uma vez que diminui o metabolismo.
  • Drogas, álcool ou tabaco – Qualquer abuso de tais substâncias tóxicas, como as drogas, o tabaco e o álcool também pode causar disfunção erétil, pois provoca o estreitamento das artérias.
  • Drogas e medicamentos – Regular uso de muitos medicamentos como antidepressivos, podem causar disfunção erétil.
  • Idade – O problema aumenta com a idade. Uma série de fatores como obesidade, metabolismo lento, o estresse, a hipertensão e a falta de exercício entram em jogo com a idade.
  • Distúrbios do sistema nervoso – Uma série de distúrbios do sistema nervoso, como o mal de Alzheimer, AVC, Parkinson e Esclerose Múltipla também pode causar Impotência ou Disfunção Eréctil.

Causas psicológicas da disfunção erétil ou impotência

  • Tem sido observado que algumas questões psicológicas também podem causar esse problema, o principal sendo o estresse. Se você está sob estresse de qualquer tipo, pode causar disfunção erétil ou impotência ou fraqueza sexual.
  • Depressão – Aqueles que são psicologicamente deprimido por um ou outro motivo, estão em maior risco para a impotência ou disfunção erétil.
  • A ansiedade de ficar ansioso para algum tipo de problema, real ou imaginário, podem também causar a impotência ou disfunção erétil.
  • A ansiedade do desempenho – Esta é a ansiedade em que uma pessoa sofre de ansiedade se ele será capaz de realizar o ato do coito ou não pode levar à disfunção erétil ou impotência.

Sintomas de impotência ou disfunção erétil

Os sintomas de disfunção erétil ou impotência são a ausência completa de ereção ou incompleta ereção ou incapacidade de sustentar a ereção por tempo suficiente para ter relações sexuais. Ereções podem ser muito suave, que permanecem por um período de tempo. Em outros casos, a ereção pode ser forte, mas muito curta.

Uma pessoa pode ser chamado como tendo a impotência ou a disfunção eréctil se ele é incapaz de realizar até 75% do tempo o coito é tentada. Se o problema é físico ou psicológico origem pode ser aferida pelo fato de que se a pessoa tem ereções noturnas ou não. Muitas vezes os homens com disfunção erétil têm ereções noturnas, quando a mente está em repouso e não há pressões psicológicas. Isto sugere que não há nenhuma anormalidade física.

Dicas para os homens com disfunção erétil ou impotência ou fraqueza sexual

Qualquer uma das causas acima mencionadas, que pode ser a razão para a disfunção erétil deve ser tratada imediatamente. Uma vez que a doença subjacente que está a causar o problema é curada, a disfunção erétil, também vai ficar curada.

Portanto, o primeiro e mais importante conselho para quem sofre deste problema é ir para fora e discutir o problema com um médico. Geralmente falando, não faz sentido que deve-se praticar exercícios regularmente. Isso ajuda não só a melhorar a circulação sanguínea, mas também em manter um peso na seleção.

Os homens que têm o hábito de fumar ou de beber, deve fechar esses hábitos. Comendo uma natural e equilibrada, terão que percorrer um longo caminho em tratar este problema naturalmente.

Tratamento de Disfunção Erétil ou Impotência

A primeira coisa a ser enfatizado aqui é que a impotência ou a disfunção eréctil é tratável. É importante descobrir a causa do problema de ereção antes de iniciado o tratamento. Uma vez que nós sabemos o que causou o problema, que causa a ser tratadas primeiro e o problema vai ser corrigido por conta própria.

Como mencionado anteriormente, as causas, como estresse, obesidade, depressão, ansiedade, diabetes e pressão arterial pode ser a razão para esta disfunção erétil ou fraqueza sexual, como é frequentemente chamado em linguagem de leigo. Tais causas precisam ser corrigidas por mudanças no estilo de vida, hábitos alimentares, descomprimir ou medicamentos como o pramil viagra natural que pode ser necessários para reverter impotência e controlar a pressão arterial ou diabetes.

O tratamento alopático de disfunção erétil ou impotência

Comumente usados medicamentos como o Sildenafil, que é vendido como o Viagra é comumente usado para o tratamento de disfunção erétil. Estes comprimidos são utilizados como eles aumentar temporariamente o fluxo de sangue.

Estas drogas são vasodilatadores que significa que a relaxar as artérias por um tempo e permitir maior fluxo de sangue para o pênis. O efeito é de curta duração e não permanente. Estes medicamentos alopáticos têm alguns efeitos colaterais também, como dor de cabeça, rubor facial, alterações visuais, dor de cabeça e vertigem. Além disso, como mencionado anteriormente, o benefício do viagra genérico é bom mas são temporários ou de curta duração.

Disfunção Erétil e Viagra Genérico

Tratamento homeopático de impotência ou disfunção erétil ou fraqueza sexual

A homeopatia pode curar este problema completamente e permanentemente. A homeopatia olha para o problema da fraqueza sexual ou impotência em sua totalidade, como visto em relação a todo o indivíduo. O paciente estilo de vida, o seu corpo construir, seu mental e seu temperamento são tidas em conta ao prescrever o direito de medicina.

Como é que os medicamentos homeopáticos são capazes de curar a causa raiz do problema e resolver o problema em sua totalidade. Um benefício adicional do tratamento homeopático de impotência ou disfunção erétil é que ele não tem efeitos colaterais.

Referências:

Domina Suas Ereções HOJE com Xtrasize Original!

Para ninguém é um segredo que os problemas de ejaculação precoce ou impotência sexual são comuns entre os homens e a causa de vergonha para a maioria, e é compreensível até certo ponto.

As mulheres gostam de um homem que seja viril, seguro e acima de tudo que saiba o que faz na cama, e é aqui que os homens que sofrem deste problema fogem e não se animam a formar uma relação com nenhuma mulher.

Se você é um desses homens, deixe-me dizer que você não deve se envergonhar nem se sentir triste, porque o método domina suas ereções é a solução para o seu problema, e não é temporária, mas duradouro e para sempre.

Domina Suas ereções

Este surpreendente método natural permite conhecer o que é o que acontece com seu corpo quando está prestes a criar uma ereção e a razão pela qual esta não dura o suficiente ou nem sequer ocorre.

É de se esperar que as mulheres não suportam todo o tempo este tipo de incidentes que chegam a ser mais frequentes e, geralmente, se tornam a causa número um de destruir os casais, embora os dados indiquem outras razões, por gentileza.

É hora de recuperar a confiança e dar o primeiro passo, que é admitir o seu problema para que este livro possa funcionar e mudar sua vida para sempre.

Como funciona o tratamento natural?

  • Primeiro você deve saber qual é o problema da impotência sexual e como funciona, e é que conhecer o nosso corpo sempre foi a chave do sucesso na vida sexual.
  • Oferece uma solução segura e comprovada cientificamente, já não há mais métodos extremos e que causam danos ao seu corpo.
  • Se conta, porque os comprimidos não funcionam, e como de forma natural, você pode alcançar e manter a ereção por mais tempo.
  • Revela-lhe os segredos para conseguir satisfazer a mulher mais difícil e como deixá-la implorando por mais.

O que você ganha com o uso do xtrasize:

  • Ter ereções duradouras e duras como pedra, ao mesmo tempo durarás muito mais tempo na cama;
  • Descobrir a maravilha da natureza, os melhores suplementos alimentares para manter uma vida saudável e ereções;
  • O que todo homem quer, faça o que ela pede a gritos de ser penetrada e veja como ela goza;
  • A parte de atingir ereções de inveja da sua saúde em geral vai melhorar com os melhores conselhos e dicas para levar uma vida saudável.

Obviamente este não é um método mágico que você deve seguir com esforço e ao pé da letra as recomendações para que a impotência sexual possa ser eliminada para sempre.

De seguro pensava que a ejaculação precoce era incurável, pois isso é uma mentira que inventaram para que domina suas ereções definitivamente, sem que você seja um consumidor de pílulas para impotência sexual e outros meios de tratamento.

Obtenha as melhores ereções e isto só é possível com o método natural para que você domina suas ereções hoje mesmo, e faça uma mulher chorar de prazer porque nunca será tão divertido.